AEROPORTO INTERNACIONAL DE BANGKOK
O Aeroporto de Suvarnabhumi é construído em um local novo a 24 km a leste de Bangkok. A capacidade máxima planejada é de 120 milhões de passageiros anuais. Uma grande estrutura colocada sobre o complexo de edifícios funcionalmente separados unifica o local e fornece a imagem arquitectónica predominante. Graças ao design persuasivo desta obra, Murphy Jahn ganhou a competição internacional de arquitectura. A planta do aeroporto, bem como os seus seis parques foram revestidos com a fachada metálica da ARTOS sigma 2, tendo esta mais de 10.000 metros quadrados. Seguindo a ideia de Murphy Jahn, o material foi costumizado para os eixos do edifício de forma a conseguir um visual arquitectónico moderno. Apesar da alta transparência da fachada de tecido metálico, esta envolve a garagem do parque de estacionamento num brilho cintilante dando assim a estes prédios funcionais uma aparência magnifica a par do edificio principal. O design inovador deste sistema de fachadas, engenharia estrutural, gerenciamento do projecto e suporte no local foram realizados pelos arquitectos da ANDRITZ Kufferath. O planejamento do Aeroporto de Suvarnabhumi é fruto de um trabalho entre arquitectos e engenheiros. O objectivo de criar um edifício inovador e com baixa necessidade de energia, exigiu uma cooperação muito rigorosa dando resultados que são convincentes, surpreendentes e de tirar o fôlego.
ARQUITECTO: MURPHY JAHN
A equipa ARTOS trabalhou em conjunto com os arquitectos do atelier Richez and Paul Andreu de forma a desenvolverem revestimentos para paredes que fossem de encontro a requisitos especiais que uma sala de concerto tem, numa das grande cidades da China. O tecido metálico foi especificamente desenhado para ir de encontro ao projecto do cliente. A distancia entre as cordas e o fio de trama foram escolhidas de forma a não afectar a acústica do espaço. Os tecidos estão suspensos logos depois das paredes e escondem fixações e acessórios do edifício. A iluminação das paredes podem ser alteradas de dois modos: iluminar a malha de metal da frente, mostrando o brilho da malha de metal ou com luz atrás da malha que torna a cortina transparente e deixando espaço atrás desta. A mudança de iluminação do espaço enfatiza a leveza e cria uma atmosfera formal única. O mesmo tipo de tecido foi utilizado, mas com fios de ouro, no salão principal da ópera.
ATELIER: RICHEZ AND PAUL ANDREU
BMW CHILE
O Edifício da BMW, sediado em Santiago do Chile, reflecte a filosofia de alta tecnologia da marca. Com o uso dos produtos da ANDRITZ um design que não é só bonito como funcional, sendo uma protecção do sol. O tecido metálico forma uma camada adicional por cima dos vidro da construção dando-lhe uma caracterização de transparecia e luz passando também uma imagem de elegância técnica e luxuosa
ARQUITECTO: JORGE IGLESIS & LEOPOLDO PRAT
A Igreja de St. Severin em Hanerau-Hademarschen de estilo Românico que em 2003 sofreu um incêndio devastador, foi reconstruída pelos arquitectos Petersen Pörksen Partner em colaboração com a Autoridade Alemã dos Monumentos Históricos. Ao projectar o tecto por baixo da galeria da Igreja, os arquitectos utilizaram a malha metálica ARTOS® sigma 6. Este material em aço inoxidável produz um interessante contraste com a arquitectura histórica da Igreja de St. Severin.

Durante o processo de design do tecto em malha metálica, os engenheiros da equipa ARTOS® colaboraram com os arquitectos e a empresa de construção de metal, prestando toda a ajuda técnica necessária para um brilhante resultado final.
ATELIER: Petersen Pörksen und Partner